fbpx

Como conservar um vinho da maneira correta? Esta é uma dúvida frequente entre os amantes do vinho. Vamos ver qual é o melhor método de conservação para uma garrafa já aberta e quais erros não podemos cometer. Em seguida, vamos falar sobre como conservar garrafas fechadas da maneira correta.

Quanto tempo dura uma garrafa de vinho aberta?

Não há um padrão, cada vinho é diferente do outro. Mas o certo é que o contato prolongado com o oxigênio é responsável pela deterioração das qualidades do vinho. Chamamos esse processo de oxidação. Uma vez aberta, uma garrafa de vinho não excederá de dois a três dias mantendo suas qualidades inalteradas. 

Onde devemos manter uma garrafa de vinho já aberta? 

O melhor lugar para conservar os vinhos já abertos é na geladeira, pois as baixas temperaturas retardam a deterioração do líquido. Nunca na porta, pois a toda hora estaremos movimentando o vinho, o que não é indicado. Posicione o vinho acima da gaveta de legumes, pois costuma ter a melhor temperatura para conservação do vinho.

É possível prolongar a vida um vinho aberto?

Sim! Basta utilizar um acessório indispensável para todo o amante de vinho: o vacu-vin! É uma “bombinha” com uma tampa. A sua função é justamente retirar todo o ar contido na garrafa para que o vinho possa ser conservado. Você retira o ar dentro da garrafa até ouvir um “clique”. Pronto! A tampa de silicone estará posicionada e o vinho devidamente conservado. Com este simples truque você ganha mais 3 ou 4 dias para poder tomar seu vinho.

Como conservar um vinho da maneira correta estando fechado?

Os principais pontos são os seguintes: 

1. Umidade: O ambiente de armazenamento deve ter uma umidade relativa entre 65% e 75%. 

2. Temperatura: A temperatura de armazenamento deve ser média-baixa (12-15 °C)  e constante (sem alterações de temperatura). 

3. Luz: A garrafa de vinho deve ser protegida dos raios UV.

4. Vibrações: A garrafa deve estar em um ambiente não sujeito a vibrações intensas ou repetidas.

5. Odores: A garrafa deve ser armazenada em um ambiente livre de odores fortes ou persistentes.

Sem dúvidas, o lugar que reúne todas essas características é uma adega. Temos diversas opções de qualidade, material, e preço diferentes. Podemos resumir os tipos de adega em três grandes grupos: adegas passivas, adegas termo-elétricas e adegas com compressor.

Adega Passiva

Adegas passivas são as clássicas adegas de madeira, feitas tanto para a adega subterrânea, quanto para o lar. Possuem o nome passiva pois não usam nenhuma tecnologia para manter os vinhos na temperatura ideal. Contam apenas com as leis da física para desempenhar sua função. Estas adegas certamente dão à casa aconchego e beleza, especialmente em ambientes rústicos. 

Adega Termo elétrica

Adegas com sistema termo-elétrico não possuem compressor, garantem maior silêncio e consomem menos energia. Por outro lado, não têm a mesma capacidade de refrigeração que os modelos com compressor. Portanto, não são capazes de baixar a temperatura interna além de um certo limite em caso de a temperatura externa estar muito alta.

Adegas com compressor

Adegas com compressor são mais modernas e garantem maior resfriamento. Os  pontos contra são: maior consumo e o fato de gerar mais ruído. 

Por fim, uma dica preciosa se você não possuir adega e for guardar as garrafas na caixa vinda do fabricante: coloque as garrafas de cabeça para baixo, pois o líquido tem que estar sempre em contato com a rolha para evitar a entrada de oxigênio

× Como Podemos Te Ajudar?