Como escolher um bom vinho?

Por Del Vino Wine Club em 26 de maio de 2021

Como escolher um bom vinho? 

Diversas ocasiões são propícias para incluir um bom vinho, desde um almoço ou jantar familiar ou entre amigos, até mesmo em uma comemoração a dois, para dar um toque a mais de romance. Contudo, os vinhos possuem tantas variações e características que, para quem não possui muita experiência com a bebida, podem gerar dúvidas em como escolher um bom vinho para comprar. Tipos de uvas, safras, região ou país de produção são algumas das características que diferem a bebida, além do preço, por exemplo. 

Para quem gosta de vinho, mas não conhece tantos detalhes da bebida, existem alguns truques que podem ser utilizados no dia a dia e contribuem para não errar na escolha do vinho. Pensando nisso, separamos abaixo dicas de como escolher um bom vinho em suas compras de forma prática e simplificada, analisando aspectos além do rótulo e da aparência da garrafa. 

Para escolher um bom vinho, pense na ocasião

Alguns tipos de vinhos combinam mais com determinadas ocasiões. Por isso, antes de escolher a bebida, pense na ocasião em que ela será consumida e lembre-se que o tipo de uva pode ser um ótimo critério para sua decisão de compra. A regra é fácil: 

- Vinho tintos: são mais indicados para consumir em dias mais frescos, juntamente como acompanhamento de alguma refeição; 

- Vinhos brancos e espumantes: estes vinhos estão mais associados aos dias mais quentes e comemorações, como festas e eventos diversos; 

- Vinhos mais doces e licorosos: são mais apropriados para acompanhar as sobremesas.

Organização nas prateleiras pode ser um ótimo guia para escolher um bom vinho

Geralmente, os mercados e as adegas organizam os vinhos pelas prateleiras. E cada prateleira pode significar algo diferente, como vinhos da mesma região ou país de origem, já que cada região tem uma característica diferente de produção. Logo, este pode ser um bom guia para você se basear na escolha do vinho conforme for conhecendo melhor os detalhes de cada região, por exemplo. 

Além disso, algumas lojas especializadas separam os vinhos pelo ano da safra (o ano de produção da bebida). Este é um fator que também influencia na qualidade de cada vinho. 

Outro ponto favorável para se basear nas prateleiras para a escolha do vinho é pegar as garrafas que estão no fundo, ao invés das dispostas na primeira fileira. Essa tática contribui para garantir um vinho mais protegido da exposição da luz, que também pode afetar a qualidade da bebida. 

Mais uma técnica de organização das prateleiras é que os vinhos que costumam estar melhor dispostos são os que mais têm saída. Logo, costumam ser as melhores opções do estabelecimento e entende-se que são vinhos que não ficam muito tempo parados e não perdem suas características de aroma e sabores. Por isso, caso você não conheça muito sobre os tipos da bebida, aposte nestes que não terá erro! 

Valor da bebida também pode ser um indicativo de qualidade

Nem sempre um vinho muito caro é o melhor e será aquele que mais agradará seu paladar. Contudo, é necessário ter um pouco mais de atenção aos vinhos muito baratos. Isso porque o preço da bebida pode indicar que o processo e equipamentos utilizados para a produção da bebida são inferiores a outras marcas, por exemplo. Logo, podem ter sido produzidos com menor atenção à seleção das uvas, tempo de amadurecimento nos barris e descanso do produto. Todos estes fatores interferem diretamente na qualidade da bebida. 

Além disso, o preço baixo pode indicar que a bebida já está em declínio. Ou seja, pode ser que seja um bom vinho, mas que está prestes a passar do seu período máximo de consumo. 

Analise o rótulo para saber mais sobre o vinho

Além das técnicas pontuadas acima para saber como escolher um bom vinho, é fundamental entender sobre qual a bebida que você está comprando para consumir. Por isso, busque dar uma olhada com atenção ao rótulo do vinho. Assim, você tem acesso às principais informações sobre a bebida e diminui as chances de comprar um vinho errado, de acordo com seus gostos e ocasião para o consumo. 

No rótulo, verifique informações como, a variedade de uvas utilizadas, região de origem, safra, maturação e amadurecimento da bebida, por exemplo. Além disso, alguns vinhos possuem selos intitulados de “Denominação de Origem”, que basicamente comprovam a qualidade das vinícolas.

Quanto à variedade das uvas, os tipos usados na produção dos vinhos são diversos, como Cabernet Sauvignon, Merlot, Malbec, Sangiovese, Sauvignon Blanc, entre muitos outros.  Para quem ainda não sabe distinguir os sabores de cada uma, o ideal é dar preferência aos vinhos que são elaborados com apenas uma uva, que são chamados de vinhos varietais. Já quem gosta de arriscar e conhecer novos gostos, pode buscar por vinhos de corte, que são os produzidos com duas ou mais uvas, misturando os sabores no paladar. 

Já ao analisar a região de origem, você consegue entender mais sobre as características do vinho que pretende consumir. Por exemplo, algumas regiões possuem clima e solos propícios para o cultivo de uvas específicas e isso contribui bastante para trazer uma qualidade superior à bebida. 

Para entender sobre a safra, lembre-se que ela está relacionada ao tempo da bebida. Ou seja, o ano em que as uvas foram colhidas para a produção da bebida. A partir disso, é possível saber o tempo específico que um vinho pode ser consumido ainda aproveitando suas qualidades e características marcantes. 

Saiba escolher um bom vinho definitivamente

Como já vimos, os vinhos podem ser ótimos acompanhamentos em muitas celebrações e até mesmo refeições do dia a dia. Por isso, cada vez mais ele tem se popularizado e procurado por consumidores em diversos estabelecimentos. Para quem não sabe como escolher um bom vinho e deseja aprofundar seus conhecimentos, a Del Vino possui o Curso de Vinhos Com Degustação

O curso de vinho da Del Vino é introdutório e ideal para iniciantes no assunto e também aos que já possuem uma pequena noção sobre os vinhos e sua vasta história e origem. O curso é indicado para quem deseja se aproximar da bebida e aprender mais sobre degustação, técnicas de harmonização e características importantes acerca da bebida. Durante todo o curso são abordados diversos temas relevantes, como a origem, os tipos de uvas que são usados para a produção e dicas gerais. Além disso, a realização do curso de vinho com outros enófilos é uma maneira muito boa para criar conexões e explorar as grandes possibilidades que o vinho possui e propõe.

Crédito das fotos: Pexels

Por Del Vino Wine Club
A Del Vino Wine Club promove cursos de vinho com foco na experiência. Nossos cursos são totalmente práticos, com muita degustação e em ambiente super descontraído.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *