fbpx
(11) 98940-4096 contato@delvinoclub.com.br

Vinho para iniciantes: dicas para quem quer aprender sobre a bebida

O vinho é uma das bebidas mais antigas e apreciadas em todo o mundo. Para quem quer entender mais a fundo sobre o universo da bebida, muitas dúvidas podem surgir no caminho. Isso acontece porque entender sobre vinhos vai muito além da bebida em si, há toda uma história por trás de sua origem, variações de vinhos, tipos de uvas específicas para a produção e regiões de cultivos, por exemplo. Para começar a conhecer de fato, buscar informações sobre vinho para iniciantes é o ideal.

Pensando nisso, selecionamos abaixo dicas que vão te ajudar a ampliar seu conhecimento introdutório sobre os vinhos, melhorando suas experiências de degustação e até mesmo na escolha de cada vinho. Confira abaixo! 

Tipos de uvas mais populares

Um dos primeiros passos para os apaixonados pela bebida é conhecer sobre as variedades de uvas utilizadas para a produção dos vinhos. Isso vai ajudar na escolha da bebida para diferentes ocasiões. Confira abaixo os tipos de uvas mais populares na produção dos vinhos: 

Uvas Malbec: com grande presença nas vinícolas da Argentina, os vinhos produzidos a partir desta uva, comumente, são de cor vermelha intensa, similar a cor púrpura, e seu gosto é frutado, com aspecto macio. As uvas Malbec são redondas como uma esfera, seus cachos possuem tamanho médio, com polpa macia e de cor preta azulada. 

Uvas Merlot: com aromas muito perfumados e intensos, as uvas Merlot são usadas na produção dos vinhos tintos. Com pouca acidez, os taninos são maduros e macios. Seu gosto lembra o sabor de cerejas maduras doces. Possui fácil adaptação em diversas regiões, mas está fortemente presente nos Estados Unidos, por exemplo. 

Uvas Pinot Noir: de origem francesa, região forte para a produção de vinhos, as uvas Pinot Noir são indicadas para a produção de vinhos de corpo leve. Com coloração vermelha menos intensa, sua casca fina contribui para que os sabores mais delicados se sobressaiam. Os aromas mais presentes são amora, cereja, framboesa, especiarias, flores e ervas. 

Uvas Carmenére: muito conhecida no Chile, mas originária da França, a uva Carmenére é muito exportada para o Brasil. Sua coloração é escura, similar ao vermelho rubi, profunda e com sabores marcantes e aveludados. Possui aromas de frutas vermelhas e especiarias. 

Uvas Sauvignon Blanc: pertencente a uma casta de uva branca da família Vitis vinifera, as uvas Sauvignon Blanc produzem vinhos leves e frescos, com boa acidez e aromas minerais, vegetais e toques frutados.

Uvas Chardonnay: uma das principais uvas brancas, as uvas Chardonnay são usadas na produção do vinho branco e podem ser cultivadas em diversas regiões, inclusive no Brasil. Por isso, seus sabores variam de acordo com cada região de cultivo, resultando em vinhos mais leves, delicados e até mesmo vinhos mais estruturados e encorpados. 

Classificação dos vinhos

Além das variações das uvas, ao buscar saber sobre vinho para iniciantes, é importante entender sobre os tipos de vinhos ou suas classificações. Os vinhos podem ser tintos, rosés, brancos ou espumantes. Para classificá-los assim, é preciso determinar os tipos de uvas usados nas produções, método de fabricação, teor alcoólico e teor de açúcar. Esse fator contribui para escolher melhor os vinhos que deseja degustar de acordo com seus gostos pessoais. Veja abaixo as classificações: 

Nível de doçura

Um vinho classificado como seco possui até 5 gramas de açúcar para cada 1 litro de bebida. Enquanto um vinho suave é produzido com mais de 20 gramas de açúcar para cada litro de bebida. Já um vinho classificado com meio-seco é, literalmente, o meio termo entre os dois, podendo conter entre 5 a 20 gramas de açúcar para cada litro de bebida. 

Cores dos vinhos

Uma ótima dica para escolher um vinho para iniciantes é observar as cores da bebida. Os vinhos tintos são produzidos com uvas escuras, geralmente com coloração avermelhada ou roxa. Geralmente são vinhos mais encorpados e possuem forte presença de taninos. 

Os vinhos brancos são produzidos a partir de uvas brancas ou uvas escuras sem casca. Eles são mais leves e refrescantes do que os tintos e geralmente possuem teor alcoólico menor. Sua principal característica é sua acidez elevada. 

Considerados como um intermediário dos vinhos brancos e tintos, os vinhos rosé são produzidos com uvas escuras que liberam pouca coloração durante o processo de fermentação. É uma bebida leve, mas com muita presença de sabores.

Vinho para iniciantes: começando a degustação da bebida

Como sempre falamos por aqui, degustar vinhos é uma arte. Por isso, não é só colocá-lo em um copo e bebe-lo. Alguns passos são essenciais para tornar a experiência completa e única, buscando apreciar a bebida em todas as etapas.  Separamos abaixo algumas dicas introdutórias de como degustar vinho para iniciantes: 

– Pense na ocasião e escolha o vinho com base nisso. Analise se o vinho acompanhará algum prato específico ou petiscos, por exemplo; 

– Siga uma ordem na degustação, opte pelo vinho mais jovem ao mais velho, do mais seco ao mais doce e do branco ao tinto; 

– Utilize a taça ideal para cada tipo de vinho ou utilize uma taça versátil. Lembre-se de segurar a taça pela haste e não encher a taça por completo — isso vai contribuir muito para sua experiência na degustação, já que qualquer fator pode interferir nos aspectos visuais, nos sabores e aromas; 

– Ao degustar a bebida, analise os aspectos visuais, sinta os aromas antes de experimentar e aprecie todos os sabores ao entrar em contato com a bebida. 

De vinho para iniciantes à sommelier de vinhos: como harmonizar?

Para ter uma experiência completa com os vinhos, é importante conhecer algumas combinações para harmonizar a bebida com algumas comidas de forma correta, já que alguns alimentos são capazes de mudar o sabor do vinho e comprometer a degustação. Veja abaixo alguns truques de sommelier para harmonização: 

vinhos tintos: harmonizam bem com carnes vermelhas, massas com molhos vermelhos e queijos de massa dura;

vinhos brancos e rosés: combinam com saladas, massas com molho branco, frango, peixes e outros frutos do mar e queijos de massa mole;

vinhos doces ou licorosos: harmonizam muito bem sobremesas e queijos azuis;

espumantes: assim como os vinhos doces ou licorosos, os espumantes combinam com sobremesas. Harmonizam bem também com petiscos, saladas e frutas. 

Ampliando os conhecimentos

Para quem busca saber de forma mais aprofundada sobre os vinhos, pode buscar por cursos de vinho para iniciantes, como a Del Vino proporciona com o Curso de Vinhos Com Degustação, que é indicado tanto para quem possui noções básicas de vinhos quanto para iniciantes. Com este curso introdutório, os participantes aprendem desde o que é o vinho, qual sua origem e história, como é feita a produção dos vinhos e os tipos de uvas existentes. Além disso, há módulos voltados para a degustação de vinhos, bem como práticas para harmonização.

Crédito da foto: Pixabay

× Como Podemos Te Ajudar?